loading 1 loading 2
WhatsApp Web: 51 9207 3502
Porto Alegre / RS 51 3228 3753
Porto Alegre / RS 51 3061 2313
Butiá / RS 51 3652 2773

Síndrome de Williams-Beuren - Teste FISH

O teste de FISH (hibridização in situ por fluorescência) detecta a microdeleção cromossômica com sonda de PCR (teste genético), e deve ser solicitado por médico geneticista que conclui o diagnóstico através de critérios clínicos e evidências. 

Outros exames relacionados são: Cariotipo Banda G de alta definição, cálcio urinário e calcio sanguineo, que, segundo estudos, auxiliam no dignóstico.

O diagnóstico baseia-se, primeiramente, no reconhecimento de sinais e sintomas característicos. Os mais frequentes são estenose supravalvar e fácies dismórfica (fácies característica), déficit de crescimento, retardo mental e hipercalcemia. O diagnóstico citogenético se baseia nas análises com banda G, outro exame que pode ser pedido é a hibridização in situ fluorescente (FISH)(25-27). Os critérios diagnósticos utilizados para a SWB estão demonstrados em uma tabela, que foi desenvolvida pela American Academy of Pediatrics, em 2001, e adaptada pela pesquisadora Sofia Sugayama em 2001. Atualmente tal tabela é usada no protocolo de diagnóstico da SWB no serviço de Genética Médica do Instituto da Criança de São Paulo. A tabela pode ser acessada no link abaixo.

Fonte: http://www.moreirajr.com.br/revistas.asp?fase=r003&id_materia=5153

Faça um Orçamento
pelo WhatsApp!