loading 1 loading 2
WhatsApp Web: 51 9207 3502
Porto Alegre / RS 51 3228 3753
Porto Alegre / RS 51 3061 2313
Porto Alegre / RS 51 3211 3486
Porto Alegre / RS 51 3224 3715
Butiá / RS 51 3652 2773
Triunfo / RS
em frente ao Postão
51 3654 4264

Calprotectina fecal

A dosagem de CALPROTECTINA em fezes é utilizada como um marcador fecal de inflamação da mucosa intestinal, sendo utilizada como exame complementar para identificação e diferenciação das Doenças Inflatórias Intestinais (DII), Síndrome do Intestino Irritável, Doença de Crohn e Colite Ulcerativa.

- Auxilia a decisão médica de realizar um exame invasivo como colonoscopia (doença inflamatória intestinal ativa) ou tratar para síndrome do intestino irritável.

- A calprotectina fecal é uma proteína presente no sangue e nas fezes, mas se apresenta em quantidades maiores, cerca de 6 vezes mais, nas fezes em caso de inflamação no intestino. 

Orientações de coleta:

- Após colonoscopia, aguardar pelo menos 72 horas para coletar as fezes.

- Coletar preferencialmente a primeira evacuação do dia.  

- A amostra não pode estar contaminada com urina. Mulheres não devem fazer a coleta durante a menstruação.

- Em caso de crianças que utilizem fraldas ou com quadro diarreico, as fezes devem ser colhidas em saquinho coletor de urina disponibilizado pelo laboratório, não coletar diretamente da fralda.

- Após o uso de contrastes radiológicos via oral deve-se aguardar no mínimo 2 dias.

A amostra deve ser coleta em frasco estéril disponibilizado pelo laboratório. Não coletar diretamento do vaso sanitário. Após coleta, encaminhar ao laboratório em até 72 horas, se mantiver refrigerado. 

Faça um Orçamento
pelo WhatsApp!